ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicado em 28/11/2016 às 00:00:00 - Atualizado em 28/11/2016 ás 00:00:00

 

Palmeiras conquista o Brasileirão depois de 22 anos


Clube paulista bateu a Chapecoense por 1 a 0 e fez a festa com a torcida no Allianz Parque. Lateral Fabiano marcou o gol do título

 

jejum de 22 anos sem um título brasileiro terminou com uma belíssima festa no Allianz Parque na tarde deste domingo. O Palmeiras venceu a Chapecoense por 1  a 0 diante de pouco mais de 40.000 torcedores e conquistou seu nono título do Brasileirão, com uma rodada de antecedência. O lateral Fabiano, reserva durante toda a campanha, marcou seu nome na história do clube ao marcar o gol do título ainda na primeira etapa.

 

O cenário era todo favorável ao Palmeiras. Desde o início da tarde, milhares de torcedores se reuniram nas ruas de Perdizes para preparar a festa. A Polícia Militar, no entanto, voltou a fechar as ruas que cercam o Allianz Parque e entrou em confronto com torcedores que tentaram furar o bloqueio. No estádio, muitas homenagens ao treinador Cuca e aos atletas, especialmente Gabriel Jesus, que se despediu da torcida neste domingo.  Muitos torcedores vestiram máscaras do atacante, que em janeiro, reforçará o Manchester City.

 

Chapecoense, que nesta semana fez história ao garantir vaga na final da Sul-Americana, escalou uma equipe quase toda reserva, o que aumentou ainda mais a confiança dos palmeirenses. A superstição também esteve em campo: como no histórico título do Paulistão de 1993, o Palmeiras optou por jogar de meias brancas e não a tradicional verde.

 

Como na maioria das partidas, o Palmeiras conseguiu seu gol l cedo. Desta vez, o herói foi improvável: o lateral Fabiano, revelado na própria Chapecoense, marcou seu primeiro gol no campeonato em jogada estranha, mas ensaiada. Em cobrança de falta, Zé Roberto tocou para o meio da área, Moisés deu um toque de letra e a bola sobrou para Fabiano, que improvisou um chute e acertou o ângulo de Danilo.  A esta altura, os gritos de “festa no chiqueiro” e “eneacampeão” já eram ouvidas.

 

A vitória do Flamengo sobre o Santos, em jogo que terminou 2 a 0, também tranquilizou o Palmeiras, que seguiu criando chances, mas administrou com tranquilidade o resultado. Gabriel Jesus teve boas chances, mas parou no goleiro Danilo. Na segunda etapa, o Palmeiras passou a maior do tempo tocando a bola e desfrutando da festa nas arquibancadas.

 

Ainda houve tempo para o clube homenagear os goleiros Jailson e Fernando Prass. O ídolo do clube, que se lesionou e perdeu quase todo o segundo turno, voltou ao time nos minutos finais, no lugar de Jailson, que terminou o campeonato como um dos heróis do título, sem perder nenhuma partida.

 

A uma rodada do fim – o Palmeiras visita o Vitória no próximo domingo – o Palmeiras chegou a 77 pontos, sete a mais que o vice-líder Flamengo. O time perdeu apenas seis das 37 partidas e chegou ao título com 69.4 de aproveitamento.

 

VEJA.COM

 

 



Publicidade