ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicado em 29/11/2016 às 00:00:00 - Atualizado em 29/11/2016 ás 00:00:00

 

Solenidade de assinatura do Convênio de Adesão do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) ao Programa Amazônia Conectada, do Exército Brasileiro (Centro Integrado de Telemática)


A adesão do Ministério Público do Estado do Amazonas ao Projeto viabilizará internet rápida às Promotorias de Justiça do interior do estado

 

Amazônia Conectada consiste num programa do Exército Brasileiro que tem por objetivo implementar um canal robusto de telecomunicações, centrado em um backbone de cabos ópticos subfluviais lançados nos leitos dos afluentes da bacia amazônica, a partir do qual vários serviços serão disponibilizados em toda a Amazônia.

Em novembro de 2014, Exército Brasileiro, Governo do Amazonas, Rede Nacional de ensino e Pesquisa (RNP), PRODAM e IPAAM assinaram Memorando de Entendimentos para a criação de um Programa com a meta de levar a banda larga à Amazônia Ocidental.

 

O projeto “Amazônia Conectada”, coordenado pelo Exército brasileiro, foi lançado oficialmente em julho de 2015, no Comando Militar da Amazônia, em Manaus. Ele foi criado para fazer a conexão dos municípios isolados da região amazônica através de fibra óptica que deve percorrer cerca de 8 mil km nos leitos dos rios, já que os caminhos hidroviários são as estradas naturais da região. Além disso, a rota de cabo ao longo do leito do rio causa menos danos ambientais do que a construção de estradas na floresta tropical. A adoção do programa é considerada pelo Exército brasileiro um novo marco de desenvolvimento do país através da informação e do conhecimento que serão disponibilizados por meio da internet banda larga.

 

A adesão do Ministério Público do Estado do Amazonas ao Projeto viabilizará internet rápida às Promotorias de Justiça do interior do estado, dando celeridade na prestação dos serviços à população.

 

Com Informação da Assessoria

Publicidade