ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicado em 30/11/2016 às 00:00:00 - Atualizado em 30/11/2016 ás 00:00:00

 

Francisco Sousa participa do 18º Seminário do Mercosul


Terminando o seu mandato de um ano como presidente do bloco brasileiro da UPM, Francisco de Souza acredita

 

Em Florianópolis, Santa Catarina, o deputado estadual Francisco Souza (PTN) participa dos debates que se iniciaram nessa terça-feira (29), durante a abertura da 18ª edição do Seminário do Mercosul, que acontece na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e tem como lema “O futuro da integração”. 


Terminando o seu mandato de um ano como presidente do bloco brasileiro da UPM, Francisco de Souza acredita que uma ação de integração importante foi a instituição, ainda em 2013, dos seminários “Mercosul Cidadão”, voltados a aproximar as populações dos países integrantes do bloco em torno de temas comuns. “Quando se fala em Mercosul, a primeira coisa que as pessoas pensam é no desenvolvimento econômico, mas temos muito o que aprofundar também em segurança, saúde, educação, entre outros temas pertinentes a todos nós, sulamericanos”, disse.

 

O evento, que se estende até esta quarta-feira (30), é promovido pela Comissão de Relacionamento Institucional, Comunicação, Relações Internacionais e do Mercosul da Alesc, Unisul e União dos Parlamentares do Mercosul (UPM). Na pauta estão discussões como a eliminação das assimetrias nas trocas comerciais e a promoção da livre circulação de pessoas entre os países. O próximo presidente do bloco brasileiro da UPM será o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT-SC), que deve ser empossado ao final do evento.

 
O Mercosul

 

Instituído no ano de 1991, por meio do Tratado de Assunção, o Mercosul é atualmente o maior bloco econômico da América Latina, contando entre seus países-membros o Brasil, a Argentina, o Uruguai, o Paraguai e a Venezuela (esta última ainda em processo de integração).  Equador, Chile, Colômbia, Peru e Bolívia participam como membros associados, ou seja, participam das reuniões, mas não possuem poder de voto.

 

Com Informada Assessoria do Deputado

 

Publicidade