ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicado em 11/01/2017 às 00:00:00 - Atualizado em 11/01/2017 ás 00:00:00

 

Centro Estadual de Referência em Direitos Humanos do Amazonas completa um ano de atividades


Em 2016 foram realizados 245 atendimentos especializados, sendo 184 por demanda espontânea e 61 buscas ativas

 

O Centro Estadual de Referência em Direitos Humanos “Adamor Guedes” (CERDH), administrado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), completa nesta quarta-feira, 11 de janeiro, um ano de existência com a implementação de programas, projetos e serviços voltados às minorias como criança, adolescente, idoso, lésbicas, gays, bissexuais e transexuais, migrantes, mulheres, entre outros.

 O Centro foi criado em 2016 e funciona de segunda à sábado de 08h às 17h na Rua Major Gabriel, nº 1192 bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul com ações nas áreas de Diversidade e Gênero; Política sobre Drogas; Igualdade Racial e Diversidade Religiosa; Migração, Refúgio, Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo; Criança, Adolescente e Idoso; Serviço de Atendimento, Responsabilização e Educação dos Agressores e População em Situação de Rua.

 A titular da Sejusc, Graça Prola explica que o Cerdh foi criado para atender uma demanda  da sociedade civil e agilizar os atendimentos ao público-alvo com objetivo de assegurar respeito às diferenças e à diversidade, combate às desigualdades, exclusões, preconceitos e opressões de qualquer tipo. “Atendemos através de demandas espontâneas, ou seja, quando a pessoa busca nossos serviços, por meio de encaminhamentos; de outros órgãos e por busca ativa em que nossas equipes atendem denúncias in loco”.

 

Em 2016 foram realizados 245 atendimentos especializados, sendo 184 por demanda espontânea e 61 buscas ativas.  Por meio das ações (seminários, caminhadas, palestras, rodas de conversa, oficinas, cinema de rua, entre outros) para o público-alvo e em geral somaram mais de 30 mil participações, inclusive do interior do Estado com atividades in loco e por meio do Centro de Mídias da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

 

Neste ano a Sejusc pretende dobrar os atendimentos no CERDH que ainda não é muito conhecido pela população mas que possui estrutura física e técnicos especializados que atuam em cada segmento.

 

O telefone do local para denúncias e informações é (92) 3131-2301 e 3131-2302

Com Informação da Assessoria

 



Publicidade