ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Publicado em 13/01/2017 às 00:00:00 - Atualizado em 13/01/2017 ás 00:00:00

 

Foco na universidade garante aprovação de estudantes de escola pública estadual da Zona Leste no vestibular


Um dos principais mecanismos de preparação dos estudantes para o vestibular e que garantiu tantas aprovações dos alunos da escola Roderick

 

“Todos na universidade”. Esse foi o lema que a escola estadual Roderick Castelo Branco, localizada no bairro São José Operário, Zona Leste de Manaus, adotou para incentivar e preparar os estudantes finalistas do Ensino Médio para as provas do vestibular. Com esse foco, a escola conseguiu aprovar, somente no Processo Seletivo Contínuo (PSC), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), mais de 25 estudantes.

 

Um dos principais mecanismos de preparação dos estudantes para o vestibular e que garantiu tantas aprovações dos alunos da escola Roderick é o projeto “Aulão no Enem sem Fronteiras”, ação do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), que promove aulas de reforço direcionadas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) durante todo o ano letivo. Embora voltada para o exame nacional, a ação também tem contribuído positivamente para preparar os alunos paras as provas do PSC e do Sistema de Ingresso Seriado (SIS), processo seletivo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

 

De acordo com a gestora da escola estadual, professora Roseane Vargas, o trabalho que a escola desenvolve para o vestibular tem sido bem aceito pelos alunos e tem garantido excelentes resultados para a unidade de ensino.

 

“O foco da escola é a aprovação dos estudantes no vestibular, por isso todo o nosso projeto político pedagógico é direcionado ao ingresso na universidade. Esse incentivo é marcado também pela questão motivacional, que eu, como gestora, busco sempre enfatizar nesses encontros. Além disso, trabalhamos com simulados, aulas de reforço, oficinas de redação e outras atividades que incentivam o aprendizado desses jovens e o retorno para nós tem sido positivo, pois os alunos assumem o compromisso com os estudos” ressaltou a gestora.

 

Ao todo, a escola contabilizou 27 estudantes aprovados pelo Processo Seletivo Contínuo; seis aprovados pelo Sistema de Ingresso Seriado; além de vários estudantes selecionados pelo Programa Bolsa Universidade e que terão bolsas de estudo para cursar o nível superior.

 

Aulões

 

Realizados aos sábados, durante todo o ano letivo, o projeto “Aulão no Enem sem Fronteiras” disponibiliza aulas de reforço para as escolas públicas estaduais da capital e são transmitidas via Centro de Mídias de Educação para as unidades do interior do Estado.

 

Na escola Roderick Castelo Branco, segundo a gestora Roseane Vargas, os aulões tiveram um impacto bastante positivo e a participação dos estudantes foi muito expressiva. “A participação dos nossos alunos nos aulões do ano passado foi muito positiva. Chegamos a ter 700 alunos em um único sábado. Isso mostra o compromisso não apenas dos estudantes, mas também dos professores, que realizam esse trabalho”, contou.

 

Reconhecimento

 

A jovem Natasha Marinho de Oliveira, que concluiu os estudos na escola Roderick Castelo Branco, foi aprovada em Química pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Para ela, a escola teve papel fundamental nesse resultado.

 

“Esse mérito não é só meu, mas sim dessa escola e essa equipe maravilhosa que incansavelmente lutou para o sucesso de todos. Nunca fiz nenhum cursinho, porém, nunca faltei em nenhum aulão. Cada um luta com as armas que tem. Agradeço à gestora e a todos da escola Roderick, que me ajudaram muito”, afirmou a aluna.

 

Aprovado para o curso de Engenharia no PSC e para Matemática na UEA, Irislan Oliveira dos Santos, afirmou que está muito feliz com o resultado e que a escola também contribuiu muito para a sua aprovação.

 

“Participei dos aulões em todos os sábados, além de ter feito cursinho e também estudado em casa. Isso garantiu a minha aprovação. Estou muito feliz e ansioso para o início da faculdade. A escola também teve papel importante nesse resultado, pois os professores, em especial a professora Roseane, sempre nos incentivaram. Ela foi como uma segunda mãe para mim”, ressaltou o estudante, que cursará Engenharia.

 

Fotos: Eduardo Cavalcante/SEDUC

Com Informação da Assessoria



Publicidade